Uruguai deve reabrir as fronteiras a partir de setembro

Fechadas como medida de prevenção à pandemia, as fronteiras terrestres do Uruguai serão reabertas gradualmente a partir de setembro. Um anúncio oficial deverá ocorrer na próxima semana na capital Montevidéu, ocasião em que o governo do presidente Luis Lacalle Pou apresentará os detalhes.

A reabertura será paulatina. A tendência é de que, inicialmente, somente os estrangeiros que possuem imóveis no país deverão ser autorizados a entrar. Estar vacinado deve ser outro critério. Os turistas em geral terão de esperar mais tempo para bebericar o tradicional Medio y Medio e degustar os famosos cortes bovinos uruguaios no Mercado Del Puerto, entre outros passeios conceituados em Montevidéu e em Punta del Este, mas a intenção do governo é retomar o fluxo mais intenso de visitantes até o final do ano.

📷 Uruguai deve reabrir as fronteiras a partir de setembro | VEJA

— Nesta segunda-feira (9), mais tardar na terça (10), vão ser anunciadas as medidas iniciais. Primeiro, tomando em conta especialmente as pessoas que têm interesses no Uruguai, que são proprietários de imóveis. Depois, gradualmente, para os turistas. A temporada turística vai de dezembro a março. Devemos começar (o processo) o quanto antes — diz Guillermo Valles, embaixador do Uruguai no Brasil.

Segundo dados do Ministério da Saúde Pública, o Uruguai já aplicou mais de 4,8 milhões de doses da vacina. O país registra um total 381.853 casos, com 2.072 ativos, 5.972 mortes e 373.480 recuperados.  Em 18 de julho, o governo uruguaio anunciou os primeiros registros da variante Delta. 

O ministro do Turismo já declarou a intenção do governo aderir ao turismo de vacinas para imunizar os turistas que visitarem o país, “principalmente os que chegam da Argentina e do Brasil”, disse ao jornal “La Nácion”. Para isso, é preciso que toda a população de 3,5 milhões esteja vacinada.

Veja mais conteúdos relacionados em nossa categoria social.

Fonte: O Tempo, Gauchazh.

Comente o que você achou desse post.