Portal TudoJunto

Rafa Márquez, do México, gera transtornos para a FIFA na Rússia

Jogador não pode aparecer ao lado de marcas patrocinadoras do mundial, como Budweiser, Coca-Cola, McDonald’s e Visa.

02 de julho de 2018
Por: Edson Filho

O jogador do México que foi eliminado pelo Brasil hoje pelas oitavas de final da Copa do Mundo na Rússia, tem alguns problemas com o Tesouro norte-americano, o que gera uma certa saia-justa para a FIFA nesta competição.

 

O zagueiro mexicano foi acusado de envolvimento com o narcotráfico e figurou dentro de uma lista de 22 nomes investigados pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. O ex-jogador do Barcelona, hoje no Atlas, de Guadalajara, seria uma espécie de “testa de ferro” de um narcotraficante do seu país.

 

Nesta ocasião, ele perdeu o seu visto americano, seus bens sob jurisdição do país estão congelados e todas as empresas de origem norte-americana não podem se relacionar com ele. Durante o período, Nike e Gillette encerram seus acordos com o atleta.

 

📷 Rafa Márquez, zagueiro do México | Reprodução

📷 Rafa Márquez, zagueiro do México | Reprodução

 

 

Os problemas de Rafa Márquez com a justiça dos Estados Unidos têm forçado o jogador a treinar com um uniforme sem nenhuma marca estampada. Este imbróglio está colocando a FIFA em saia justa na Copa do Mundo, afinal, a entidade possui alguns patrocinadores de origem americana, como a Budweiser, Coca-Cola, McDonald’s e Visa. Isso, na prática, impede que o jogador conceda entrevistas com as mesmas figurando no backdrop. Caso o zagueiro seja eleito o melhor da partida, por exemplo, ele não poderá receber o prêmio “Man of The Match” patrocinado pela cervejaria.

 

“Levamos a sério as ações do Departamento do Tesouro dos EUA e estruturamos nossas operações na Copa do Mundo para não violar as leis de sanções dos EUA”, afirmou a FIFA através de um comunicado oficial.

 

Pelas regras do Tesouro americano, qualquer indivíduo, banco ou empresa de origem americana não pode ser associada à imagem do atleta. Além do problema envolvendo o backdrop com os patrocinadores atrás, o mexicano não pode ter uma foto sua durante o jogo com uma dessas marcas aparecendo ao fundo nas placas de publicidade no entorno do gramado. Há ainda o fato dele não poder contar com um tradutor americano durante suas coletivas.

 

📷 Rafa Márquez treinando com um uniforme 'limpo' | Reprodução

📷 Rafa Márquez treinando com um uniforme 'limpo' | Reprodução

 

 

Na Rússia, Márquez é o único a treinar com uniforme “limpo”. O jogador conta ainda com uma garrafa de água própria para que não seja visto com a oferecida pela Powerade e já foi obrigado até mesmo a viajar separado do restante do grupo para não entrar em um avião de uma companhia americana.

 

O que achou destas determinações norte-americanas? Acredita que isso também aconteceria no Brasil? Não deixe de participar aqui nos comentários!

 

Já viu a nossa pesquisa de opinião dos leitores? Participe, é rapidinho, clique aqui.

 

Você também pode contribuir com nossas edições, nos enviando correções ou até um conteúdo completamente novo, para saber mais é só clicar aqui.


Palavras-chave: SOCIAL CURIOSIDADES


Fonte: MKT Esportivo


 Contador de visitas desta publicação: 185 

Curta esta página ;)

Mencione o Portal TudoJunto!

Comentários:

Atenção: Os comentários são totalmente de responsabilidade de seus autores e podem não representar a nossa opinião! Caso queira comentar algo para nós no modo privado, prefira nossa página de Contato.


Continue navegando...