Portal TudoJunto

Conheça o Implante Coclear! Veja nossa entrevista com Marcelo de Paula

A inclusão, acessibilidade e a tecnologia está em nosso DNA, veja esta entrevista que é um mix disso tudo.

21 de abril de 2018
Por: Edson Filho

Você sabe o que é implante coclear?

 

Se sim, venha saber um pouco mais!

 

Implante Coclear (também chamado de IC ou ouvido biônico) é uma tecnologia semi-implantável na orelha, com o objetivo de estimular as fibras do nervo auditivo e permitir a sensação de audição a pessoas com surdez severa à profunda bilateral. Esse tipo de implante possui duas partes: o componente interno (decodificador e feixe de eletrodos), inserido através de cirurgia, e o componente externo (processador de fala, microfone, cabo e antena transmissora), um pequeno aparelho que costuma ficar atrás da orelha, com sua antena encaixada na parte lateral da cabeça através de um imã, atraído por outro imã no componente interno. Com esta conexão entre as partes externas e internas, o som é transferido e convertido em sinais elétricos que são transmitidos ao nervo auditivo, sem a necessidade da presença das células ciliadas das cócleas, órgão que costuma estar danificado nas pessoas com surdez neurossensorial.

 

Para entendermos mais sobre esse assunto, convidamos Marcelo de Paula para nos mostrar um pouco de sua história.

 

📷 Marcelo de Paula | Facebook

📷 Marcelo de Paula | Facebook

 

 

Marcelo é usuário de Implante Coclear e consegue ouvir perfeitamente hoje.

 

Opinião do autor:

Eu, particularmente, o conheci quando trabalhamos juntos em uma multinacional, confesso que não sabia da existência dos "surdos que ouvem" e tive a certeza que o desafio seria muitíssimo positivo e enriquecedor para ambos, e foi.

 

Ele também tem uma página no Facebook para informar e exibir histórias (não só a dele): Os Jovens e o Implante Coclear.

 

📷 Os Jovens e o Implante Coclear | Facebook

📷 Os Jovens e o Implante Coclear | Facebook

 

 

Portal TudoJunto: Marcelo, quando foram realizadas as suas cirurgias?

Marcelo: A primeira cirurgia foi realizada em julho de 2011 e a segunda em março de 2012.

 

P TJ: Como foi o processo de adaptação?

M: Por eu ter ficado 16 anos sem ouvir diferente a volta para o mundo sonoro, todo som era uma novidade, uma redescoberta e ainda hoje continuo surpreendendo ao ouvir através dessa tecnologia.

 

P TJ: O que você utilizou antes da cirurgia?

M: Usei AASI (aparelho de ampliação sonoro individual) por mais de 15 anos e o resultado não era tão agradável.

 

P TJ: Quais os cuidados para o uso?

M: Evitar quedas, não molhar, usar o desumidificador, e levar para check up regularmente.

 

P TJ: Você está feliz com o resultado e com o avanço até hoje?

M: Muito feliz e realizado. Vale lembrar que cada caso é diferente e nem todos se adaptam ao Implante Coclear. O Implante não é para todos e o resultado depende de vários fatores. Uma coisa importante é a paciência e o treinamento diário. A importância da terapia com fonoaudiólogas e de pessoas próximas é muito importante.

 

P TJ: Nem toda pessoa surda pode realizar o IC?

M: Para realizar a cirurgia do Implante Coclear primeiro a pessoa tem que ter surdez de severa a profunda bilateral e terá o acompanhamento com fonoaudiólogo, psicólogos e o médico que realiza cirurgia. São vários exames e consultas para saber se realmente é caso de implantar e se é possível.

 

P TJ: Quando você passou pela cirurgia já existiam muitos implantados aqui no brasil?

M: O Implante Coclear chegou no Brasil em 1990 (no Centrinho em Bauru). Acredito que quando operei já existia mais de 2,5 mil usuários de Implante Coclear aqui no Brasil.

 

P TJ: O que você costuma dizer para os surdos que têm dúvidas e / ou receios de fazer a cirurgia?

M: Para mim e para milhares deu certo, você só tem a ganhar com o implante coclear.

 

P TJ: No geral, você acha que a tecnologia, sobretudo aplicada na medicina, existe para melhorar as nossas vidas?

M: Sim, de certa forma a vida de milhões de pessoas deu um salto gigantesco. Um surdo poder ouvir é algo fantástico e pode torna-lo ainda mais independente.

 

P TJ: Marcelo, existe vários tipos de surdez, conte-nos mais sobre isso:

M: Existem vários graus de surdez: leve, moderado, severa, profundo e tanto unilateral como bilateral. A diferença é que existem surdos que são oralizados e outros usuários da língua de sinais, outros, porém se comunicam através de mímicas.

 

Publicado por Os Jovens e o Implante Coclear em Sexta, 20 de fevereiro de 2015

 

Gostou da entrevista? Você já conhecia o IC? Deixe seu comentário, é muito importante para nós!

 

Finalizamos com alguns vídeos de pessoas que acabaram de colocar o IC, é emocionante, assista!:

🎥 Reação de surdos ouvindo pela primeira vez | YouTube

 

 

Já viu a nossa pesquisa de opinião dos leitores? Participe, é rapidinho, clique aqui.

 

Você também pode contribuir com nossas edições, nos enviando correções ou até um conteúdo completamente novo, para saber mais é só clicar aqui.


Palavras-chave: DIVERSIDADE TECNOLOGIA


Fonte: ADAP


 Contador de visitas desta publicação: 302 

Curta esta página ;)

Mencione o Portal TudoJunto!

Comentários:

Atenção: Os comentários são totalmente de responsabilidade de seus autores e podem não representar a nossa opinião! Caso queira comentar algo para nós no modo privado, prefira nossa página de Contato.


Continue navegando...